terça-feira, 8 de maio de 2007

Ser humano

Que tudo que há de mais horroroso seja aclamado
Odiemo-nos uns aos outros
Que todos matem a todos
Vamos negar toda linearidade

Façamos jus ao que somos
desde o dia em que Dele nos diferimos;
Somos a grande turba de pecadores
Aprimorando, a cada segundo, nossas técnicas

Massifiquemo-nos em nível mundial
Destruindo cultura por cultura
Disseminando a prática da miséria
Formando psicopatas, pedófilos, terroristas

Eis a Era da Comunicação
Criada para bilhões de incomunicáveis
Orgulhemo-nos destra grande conquista
E do vazio com que ela nos preencheu

Aceitemos de uma vez por todas
A podridão que nos habita
Para que o absurdo não persista:

De que adianta entender o universo
Se cada vez mais
Esvaziamo-nos de significado?

Nenhum comentário: