terça-feira, 18 de novembro de 2014

Fato e delírio

Tão falando por aí
que nosso amor é errado
que sem contrato não há garantias

A gente trepava e ria

Tão falando do absurdo
que é dizer não pra posse
que é dizer não pros nomes

A gente sambava e ria

É pura provocação
Uma farsa arquitetada
Logo acaba, é temporário
Nosso amor é impossível

A gente também sofria

Nossos fios de lágrimas
dão as mãos e fazem rio
e somos fortes o bastante
Pra um mar de amor

Nosso amor é fato e delírio