sexta-feira, 26 de junho de 2009

À sua repartição

Venho por meio desta requerer um pouco de poesia
em sua triste burocracia

Em anexo, declarações de amor e a alma de algumas pessoas
______ para serem preenchidas

Peço a gentileza de encaminhar no barro
com o corpo todo descalço

É de extrema desimportância:
lançar mão de frestas nas janelas
para emaranhar a sala do escritório
com incontáveis blocos contendo: sopro de vento

Solicitamos urgente atenção para a elaboração de escritos
Ser serelepe no trato com a língua
eis a regra

Dispachar aquele prego enferrujado

no meio do paiêro
Assina em cima
Assina em cima

Se possível, verter menos tinta agapê
face abaixo


assinado