quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

ando suspeito
que o lirismo mesmo
mora o deserto povoado
entre signos
e

todo silêncio é lírico