segunda-feira, 6 de junho de 2016

cada corte da navalha ilegítima
sangra a carne dos insistentemente calados que gritam
de dor e ódio e o vermelho
que foge de suas veias
nunca mais será segredo