quinta-feira, 7 de junho de 2007

Pensamentos e estocadas

Tenho penetrado grandes idosos
Muitos deles defuntos!

Meus dedos, ágeis
Lubrificam as entradas
Quando necessário utilizo a língua

E do bacanal participam os mais variados tipos

Gozo de uma maneira diferente em cada um deles
Vou perpetuando a raça
Virilmente

Nem me sobra tempo pro sexo
Fico no meu quarto
À meia luz
Fodendo, fodendo...

2 comentários:

Nicolas disse...

Hi Mr. Anderson, não tem como não dizer que este phoema tem a sua cara! Até me fez lembrar de uma questão existencial do universo masculino... "mulher de bigode phode (interrogação)"

Abraço do Nicolas

Anderson Petroni disse...

Fala senhor Nicolas! Claro que mulher de bigode fode. Eu mesmo já comprovei a teoria. Agora, e fica aqui a dica pra quem se interessar, o melhor das mulheres de bigode é o movimento do lábio inferior em direção ao superior que elas fazem quando tomam chope com colarinho... Ah, só quem já presenciou pode descrever o como isso é lindo!

Valew a visita!