quinta-feira, 23 de março de 2017

Em meus delírios egoicos
Vejo quem me lê implorando
Com raiva o resto
(do poema, dos livros, da prosa, do tema, da obra, daquilo que de fato tenho pra dizer)
Em vão.

O que me faço em palavras não é mais que palavras

Nenhum comentário: